Blog


10/12/2020 - Leitura Corporal

COMO O CORPO CONTA A HISTÓRIA

Por: Dr Fernando de Freitas


Nosso corpo conta a história de vida que carregamos. Analisando o corpo, é possível por exemplo, reconhecer a quantidade de energia que a pessoa possui. Essa energia está relacionada com a maneira que a vida se manifesta nela. O tamanho do corpo, a vitalidade, a entonação de voz etc. Tudo nos informa a quantidade de energia que aquela pessoa possui. Esse formato e essas características corporais, estão diretamente relacionados com a história de vida dos indivíduos.

Como a história chega no meu corpo?

Inicialmente, essa forma se dá pela interação do indivíduo com outro. Isso começa já na fase infantil, como e com quem esse indivíduo interagiu, o que ele recebeu dos seus pais, ou pessoas que cuidaram dele. Depois, essa forma se estabelece nas dinâmicas interativas “como me relaciono com você”. Essa interação é mais uma história, de como o indivíduo está observando a vida e seus relacionamentos, podendo ser nos níveis intrapessoal, interpessoal e sistêmico. Então a forma diz a história que trazemos nos nossos corpos. A dinâmica que nos relacionamos uns com os outros e com outras situações. Essa forma de relacionamento, também é a história.

Vale destacar que diferentes situações, contam dinâmicas corporais diferentes. Uma pessoa pode se manifestar extremamente tranquila e serena numa determinada situação, mas a mesma pessoa pode se manifestar extremamente agitada noutra situação. Então, dependendo o estímulo que recebemos, temos reações diferentes, simplesmente porque ela acessa algo que mexe com as emoções.


Para um terapeuta corporal, existe uma infinidade de material de análise, porque basta observar como a história manifesta no corpo, para fazer as leituras. Muitas vezes o indivíduo não é capaz de falar e verbalizar, mas manifesta em jeitos e trejeitos. Dependendo da forma e da pergunta que o terapeuta faz, o cliente pode ficar na defensiva, sefechar, se abrir, chorar, fazer um monte de coisascom o mesmo estímulo.


O terapeuta coloca um estímulo e observa como a pessoa reage diante desse estímulo. Essa reação também conta um monte de histórias. Então a forma, a função, a interação e as reações do indivíduo aos estímulos, vão oferecer materiais de análise, para o terapeuta compreender como a pessoa funciona.



Fernando Freitas



Instagram

Facebook

YouTube