Consciência Sistêmica


O QUE É CONSCIÊNCIA SISTÊMICA E O QUE DIFERE DA CONSTELAÇÃO FAMILIAR SISTÊMICA?

Fruto da minha busca incessante de como ajudar as pessoas a identificarem as causas de suas dores e para elas encontrem soluções efetivas. A grande motivação veio tanto das minhas doenças próprias como as da minha família.

No início dessa jornada em 1975 na Escola Paulista de Medicina até o desenvolvimento da Consciência Sistêmica em 2015, passaram 40 anos de muitos questionamentos e busca de respostas. A cada passo encontrava novos referenciais e técnicas poderosas, mas sempre havia algo a mais para ser investigado.

Iniciei a utilização das Constelações Familiares Sistêmicas em meu trabalho nos anos 90, quando fiz parte da primeira turma de formação de Constelação Familiar Sistêmica com Bert Hellinger e de lá para cá, utilizo essa ferramenta em meus atendimentos, isso veio agregar muito ao meu trabalho como médico e psicoterapeuta.

Percebi que a cada ampliação da minha Consciência mudavam meus referenciais pessoais, familiares e profissionais. Descobri então que o ser humano vive em diferentes Ciclos de Vida e que a solução do problema atual se encontra no próximo ciclo natural de evolução.

O ser humano, a família e as organizações fazem parte de algo muito maior que é a Natureza. Ela tem princípios e leis que precisam ser respeitados e seguidos. E esse é o maior segredo que as pessoas infelizmente desconhecem e que definem o destino em direção à dor ou ao prazer. Essas Leis Sistêmica, foram muito bem descritas pelo Bert Hellinger em seus ensinamentos sobre Constelação Familiar Sistêmica e a essas Leis eu ainda introduzi uma nova lei, a do Tempo e Espaço.

A análise dos resultados dos tratamentos, do conhecimento teórico e prático, dos treinamentos dados aos profissionais e das supervisões, construíram a abordagem da CS. Fazer um diagnóstico rápido e preciso para realizar um tratamento eficiente. Para isso utilizamos três técnicas poderosas: Leitura Corporal, Linguagem das Doenças e a Constelação Familiar Sistêmica.